Como é ter uma empresa familiar no Brasil?

irmãos trabalhando em empresa familiar

Empresas familiares no Brasil não só são comuns, como representam grande parte dos negócios em funcionamento no país. Entre as principais características dessa modalidade de negócio estão a presença de pessoas que têm algum tipo de laço familiar (pais e filhos, irmãos e irmãs etc.) ou afetivo.

Apesar de serem maioria no país, as empresas familiares enfrentam alguns desafios, como possível falta de capacitação dos gestores, dificuldade na sucessão empresarial e aspectos emocionais que podem comprometer a saúde do negócio.

Mas as oportunidades também existem. Afinal, é muito comum uma proximidade grande entre a equipe e um sentimento de que todos são um pouco donos do negócio. Você se interessa pelo assunto? Neste post, vamos mostrar:

  • o que é ter uma empresa familiar no Brasil;
  • as oportunidades e os desafios desses negócios;
  • o que deve ser feito para que o negócio seja bem-sucedido.

Siga com a Uniderp e confira!

As empresas familiares no Brasil

Pesquisa realizada pelo Sebrae em 2017 revelou, que de seis mil empresários entrevistados, 24% tinham um parente no quadro societário da sua empresa. Além disso, mais de 22% dos donos de negócios contavam com um familiar como empregado.

Ou seja: trabalhar em família não é só uma realidade para algumas pessoas, mas um modelo bastante comum no país.

Como comentamos, entende-se por empresa familiar empreendimentos que, em geral, são criados para sustentar pessoas que têm em comum vínculo sanguíneo ou afetivo, como pais, irmãos e casais.

Dada essa característica, é comum que negócios familiares sejam passados de geração para geração, ou seja, o filho assumir o negócio da mãe ou do avô, por exemplo.

De acordo com estudo da consultoria Pwc sobre governança em empresas familiares, o envolvimento da família e, principalmente, do fundador nos negócios de família é grande: em 64,2% da amostra, o fundador atua na empresa e, em 82,1% dos negócios, o diretor-presidente é um membro da família controladora.

As oportunidades e os desafios desses negócios

Agora que você sabe o que é e como funciona uma empresa familiar, é importante entender os desafios e as oportunidades desses negócios.

Imagine uma empresa familiar no Centro-Oeste ligada ao ramo de Agronomia. No negócio, é comum que familiares, casais e afins contribuam com a empresa em áreas variadas, de acordo com suas formações e habilidades, podendo ser graduados em curso de Ciências Contábeis, Administração ou Agronomia.

Com isso, eles convivem com outros funcionários, profissionais de mercado, seja na condição de gestor ou como pares. Isso pode gerar um dos grandes desafios das empresas familiares: separar o aspecto pessoal do profissional e passar credibilidade para a equipe.

Além da questão da hierarquia, outro grande desafio enfrentado por negócios de família é a sucessão, que é, de forma geral, quando uma geração assume o lugar da outra.

Para o processo ser bem-sucedido, é importante que seja feito de forma gradativa e que os herdeiros tenham profundo conhecimento da empresa e de sua estrutura, tendo passado por diversas áreas do negócio.

Se as empresas familiares precisam superar alguns desafios, por outro lado, também têm várias oportunidades para crescer e ganhar mercado.

Um dos grandes valores desse modelo de negócio é que, em geral, todos os membros da família não só costumam ter conhecimento do negócio como se consideram responsáveis pelo sucesso da empresa, independentemente da posição que ocupam.

O valor emocional que dão ao negócio faz toda a diferença e pode gerar resultados ainda melhores para a companhia.

A preparação e os cuidados com as empresas familiares

Com desafios pela frente, a preparação e os cuidados com as empresas familiares mostram-se essenciais. Entre eles, a definição clara de papéis, um plano de sucessão e a capacitação dos gestores. Veja mais detalhes sobre cada um deles a seguir.

Defina bem os papéis dentro da empresa

Um dos cuidados mais importantes em uma empresa familiar é a definição clara dos papéis e das atribuições de cada pessoa dentro da estrutura do negócio.

Ao definir e documentar o que se espera do profissional, evitam-se possíveis conflitos em relação ao que cada pessoa tem que fazer dentro do negócio. Além disso, impede-se que um familiar faça o trabalho de outro ou faça interferências em atividades que estão fora da sua alçada.

Tenha um plano de sucessão

A sucessão é um processo comum em empresas familiares, mas que pode gerar inúmeros conflitos caso não seja bem planejado. Nesse sentido, é importante criar um plano sobre o tema e segui-lo à risca.

Ter um plano de sucessão evita disputas de poder, pois regras claras e transparentes podem ser discutidas e, a partir da concordância de todos os envolvidos, são aplicadas imediatamente.

Um ponto importante em relação ao plano de sucessão é estabelecer que, em hipótese alguma, uma pessoa sem qualificação assumirá cargos de gestão apenas por ser família. Ter esse cuidado é importante para não comprometer a profissionalização da empresa.

Garanta a capacitação dos gestores

É inegável que o sucesso de um negócio está diretamente ligado à habilidade de gestão de seus líderes. Com empresas familiares, o cenário não é diferente.

Independentemente de qualquer espécie de parentesco, é essencial que os gestores do negócio sejam devidamente capacitados e estejam alinhados com as principais tendências do mercado.

Entre as dicas para profissionais que desejam se capacitar para assumir uma posição de liderança em empresas está investir na graduação em áreas como as já citadas Administração de Empresas ou Ciências Contábeis, dependendo do setor em que atuará.

Aqui na Uniderp, você conta com essas e outras opções de graduação sob medida para aprimorar ainda mais as suas qualificações, nas modalidades presencial e EAD. Assim, é possível desenvolver habilidades não só para exercer posições de liderança dentro de empresas familiares, como para concorrer a vagas nas melhores empresas do Centro-Oeste e do mercado nacional.

Como você viu, empresas familiares no Brasil são um modelo muito comum e que não dá indícios de perder a força no mercado. A fim de preparar-se para assumir um negócio do tipo, é essencial buscar qualificação profissional. Afinal, bons resultados são fruto não só de um cenário favorável e de conhecimento de mercado, mas de estudo constante e de alinhamento com o que há de mais novo no Brasil e no mundo.

Este conteúdo sobre empresas familiares no Brasil foi útil para você? Então, continue com a gente e leia também sobre como fazer uma boa gestão em negócios familiares!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

cursos uniderp

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.