Quais os maiores desafios de trabalhar com a família?

quaisosmaioresdesafiosdetrabalharcomafamilia

Trabalhar com a família pode ser bastante desafiador, não é mesmo? Até porque, muitas vezes, os negócios familiares apresentam peculiaridades que podem trazer tanto benefícios quanto dificuldades. No entanto, contando com engajamento e colaboração, é totalmente possível separar a vida profissional familiar.

Esse é o caso de muitos filhos que acabam se tornando sucessores de empresas familiares. Sendo assim, para que a experiência seja proveitosa e prazerosa, é preciso que o indivíduo tenha gosto pela área e tenha também desejo de seguir com a direção da organização.

Ficou curioso? Então, continue a leitura e saiba quais são os maiores desafios de trabalhar com a família e o que pode ser feito para se tornar mais capacitado para assumir a linha de sucessão. Confira a seguir!

Conheça quais são os maiores desafios dos negócios familiares

De certo modo, muitas pessoas imaginam que contratar parentes e amigos para os seus negócios pode contribuir para que se tenha um melhor clima organizacional no ambiente de trabalho. Entretanto, tal relação exige uma série de cuidados para dar certo, e o gestor deve elaborar regras claras sobre o que é ou não permitido na empresa para que não ocorram mal entendidos, ou até mesmo dificuldades relacionais.

Por fazer parte de outra geração, os mais jovens da empresa podem auxiliar difundindo e mostrando as novidades e maiores tendências do mercado. Com isso, é possível desenvolver melhor os diversos processos do negócio, favorecendo, sobretudo, o bom andamento dos serviços prestados.

Portanto, caso você esteja se preparando para assumir um cargo em uma organização familiar, saiba que é fundamental obter um mínimo de qualificação para atuar no projeto, seja ele qual for. O Canal Conecta, ferramenta de empregabilidade disponibilizada para alunos Uniderp, pode auxiliá-lo em sua trajetória profissional, por exemplo, colaborando para que entenda mais sobre o seu perfil e as competências que pode oferecer.

Para isso, separamos a seguir alguns dos maiores desafios da empreitada para que você consiga identificá-los e encontrar soluções eficazes para superar as dificuldades.

Separar o lado pessoal do profissional

Um erro bastante comum é acabar misturando o que são questões de casa com os assuntos da empresa. Para isso, é preciso saber bem como separar cada lado, evitando, assim, gerar prejuízos e desavenças familiares. É fundamental, também, dar uma atenção extra à qualidade do trabalho, deixando de lado as brigas e rivalidades de casa que podem repercutir negativamente sobre o ambiente corporativo.

Isso envolve, por exemplo, ter respeito com as diretrizes e hierarquias dentro da empresa, considerando os familiares em relação a seus cargos e funções, e não seu grau de parentesco. Portanto, procure separar muito bem as duas coisas, deixando os problemas de casa para serem resolvidos no lar, e os assuntos de trabalho para serem discutidos na organização.

Manter um bom relacionamento no dia a dia

A depender de alguma situação, pode ser que, vez ou outra, acabem ocorrendo discussões que abalem ou, até mesmo, gerem dificuldades na relação entre os familiares. O ideal, nesses casos, é sempre prezar pelo equilíbrio, doando esforços para que o relacionamento após o expediente seja leve e descontraído.

Isso nem sempre é tão simples quanto se imagina, até porque muitas famílias apresentam dificuldades de diálogo, seja em relação a assuntos de trabalho ou sobre qualquer outro tema. O mais recomendado, nesses casos, é buscar por ajuda profissional especializada, como consultores, mediadores de conflitos e psicólogos.

Atingir crescimento sustentável do negócio

Outro ponto que pode ser determinante para o sucesso do negócio é, justamente, a capacidade de atingir crescimento sustentável. Ou seja, o ideal é que a família tenha um salário fixo mensal, como qualquer outro colaborador. O fato de trabalhar entre parentes não deve permitir que uma ou outra pessoa ganhe maiores salários, ou possa sair mais cedo do expediente. As regras, nesses casos, devem servir e serem aplicadas para todos os funcionários, como pais, filhos, amigos, etc.

Para isso, é fundamental adquirir e inovar em técnicas de administração, evitando confundir as despesas pessoais com as da empresa. Isso vale, sobretudo, para os familiares que são sócios, pois é bastante comum que algumas ações e atitudes impensadas comprometam a saúde financeira do negócio.

Ter opiniões divergentes na tomada de decisão

Quase sempre, confunde-se a hierarquia existente em uma família dentro do ambiente corporativo. No entanto, é preciso prestar bastante atenção no momento de definir atribuições, metas e responsabilidades, deixando claro quais são os papéis e funções de cada colaborador para que as diferentes opiniões não atrapalhem no momento de tomar decisões importantes.

Até porque, isso pode acabar sendo uma barreira de crescimento do negócio, uma vez que a contratação de parentes se dê mais pelo vínculo de confiança do que, por exemplo, por suas habilidades e conhecimentos para determinado cargo. Assim, é preciso ter cuidado com os privilégios para familiares em detrimento de outros profissionais que poderiam agregar positivamente para os processos dentro da empresa.

Obter realização profissional

De maneira geral, as linhas de sucessão representam diversos desafios para os negócios. Sobretudo porque muitos futuros sucessores podem ter dificuldades em relação ao cargo e às responsabilidades que encontrará ao assumir a atividade. Ou seja, é fundamental obter realização profissional e ter gosto pela área em que o familiar vai atuar.

Isso significa, por exemplo, conhecer suas aptidões, habilidades e competências, preparando-se ao longo do tempo para assumir a liderança da empresa. Muitos pais simplesmente obrigam os filhos a assumirem o negócio da família, o que pode desencadear conflitos e acabar gerando prejuízos para a organização como um todo. Portanto, pense muito bem antes de aceitar a oferta de um cargo e considere se você realmente quer seguir a carreira ou deseja se profissionalizar em outro setor.

Deu para perceber que trabalhar com a família pode representar dificuldades e desafios bastante complexos, não é mesmo? Lembre-se de que tais barreiras podem contribuir para o fortalecimento dos laços de parentesco e gerar prosperidade para o negócio, mas é preciso ter muito claro se você, antes de tudo, está apto a assumir os riscos desta escolha.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui e compartilhe conosco a sua experiência!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

cursos uniderp

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.