Entenda o mercado de mineração em Mato Grosso do Sul

O setor de mineração no Mato Grosso do Sul gera, a cada ano, inúmeras oportunidades para diferentes segmentos do mercado. Para ter uma ideia, o estado arrecadou R$ 32 milhões de royalties em 2018, representando um aumento de 62% em relação a 2017.

Isso é extremamente positivo para quem deseja aproveitar possibilidades de trabalho na região, mesmo sem exercer a atividade da mineração — atuando em profissões conectadas à área. Para isso, neste artigo, nós da Uniderp vamos falar algumas curiosidades sobre a ocupação, como:

  • a mineração em Mato Grosso do Sul;
  • o impacto da exploração na economia local;
  • as profissões ligadas à mineração.

Ficou interessado sobre o assunto? Continue acompanhando e entenda como anda o mercado da mineração no estado e como aproveitar da melhor forma as vagas disponíveis no setor. Confira a seguir!

A mineração em Mato Grosso do Sul

A prática da mineração em Mato Grosso do Sul oferece boas oportunidades na região Centro-Oeste. Além de contar com um mercado aquecido na área de meio ambiente, como é o caso da agropecuária, o estado tem sido considerado propício também para o desenvolvimento profissional de quem deseja exercer serviços no segmento.

A matéria-prima extraída também é fundamental para o crescimento do estado e dos locais onde ocorrem a exploração dos minérios, como é o caso de Corumbá. Na cidade, por exemplo, são pagos bons salários aos colaboradores e, anualmente, as empresas responsáveis pela mineração abrem inúmeras vagas para diferentes profissões.

O impacto da exploração na economia local

Os impactos da exploração são benéficos também para a economia local, uma vez que toda mineradora deve arcar com o pagamento de uma contribuição pelo tipo de serviço efetuado. Os tributos, no geral, são calculados proporcionalmente ao volume extraído, sendo que uma parte vai para o governo, e outra, para as prefeituras do estado.

A expectativa, portanto, é que os produtos se tornem ainda mais competitivos no futuro, sobretudo devido à melhoria do preço pago pelo mercado internacional. Sendo assim, a mineração gera oportunidades e ainda possibilita conectar profissionais diferenciados, mesmo que tenham formação em outros setores.

As principais profissões ligadas à mineração

Um dos pontos mais interessantes da atividade mineradora é que é totalmente possível trabalhar no segmento sem exercer a mineração em si. Quem pensa em cursar Engenharia Ambiental, Ciências Biológicas, Direito e Administração, por exemplo, pode tentar o processo seletivo para exercer funções técnicas atreladas ao setor.

O ideal é investir em uma boa graduação para aproveitar as oportunidades e se inserir no mercado da área no Mato Grosso do Sul. Aqui na Uniderp, oferecemos apoio personalizado para cada fase da sua formação acadêmica.

O nosso sistema de ensino prepara os estudantes a partir de casos reais da profissão escolhida, de forma dinâmica e interativa, mantendo uma avaliação do desempenho de cada atividade desenvolvida ao longo do semestre. Além disso, temos o Canal Conecta, uma plataforma exclusiva de nossos alunos que reúne as melhores vagas de emprego e de estágio, para que você não perca nenhuma oportunidade da área em MS.

Viu só como a mineração em Mato Grosso do Sul é bastante relevante para o estado? É preciso ter em mente que, na economia, nenhuma ação anda só, ou seja, cada função auxilia a movimentar o setor. Por isso, para aumentar as chances de empregabilidade e ter acesso às melhores vagas do mercado, considere investir em um curso de ensino superior!

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e veja também o nosso guia prático para escolher a melhor faculdade em Campo Grande!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

cursos uniderp

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.