Por que fazer Engenharia Ambiental em Campo Grande?

porquefazerengenhariaambientalemcampogrande

Com demandas cada vez mais urgentes de promover ações sustentáveis e conscientes em uma série de setores da sociedade, a Engenharia Ambiental em Campo Grande demonstra um mercado promissor para os novos profissionais.

A área está intimamente ligada à preservação dos recursos naturais e tem como objetivo prover condições mais favoráveis ao meio ambiente. Nesse sentido, optar por uma carreira em Engenharia Ambiental pode ser interessante, já que o profissional tem a possibilidade de atuar em diversas empresas, indústrias e instituições que necessitam de auxílio para lidar com tais questões.

Quer saber mais sobre o assunto? Então confira as informações que listamos sobre o curso de Engenharia Ambiental e como anda o mercado para os profissionais no estado do Mato Grosso do Sul. Boa leitura!

A demanda por profissionais de Engenharia Ambiental em Campo Grande

Não existem dúvidas de que o tema da sustentabilidade é recorrente em diversos espaços da sociedade. Com tal preocupação, muitas empresas se esforçam para ter uma abordagem mais consciente e cuidadosa com o meio ambiente, até mesmo para agradar a uma parcela de consumidores que dão preferência a negócios mais sustentáveis.

As principais oportunidades para o engenheiro ambiental ocorrem em grandes empresas de energia e em cidades que tenham atividade agrícola e industrial intensa. Outro nicho possível de atuação para o profissional é o setor público, como secretarias que lidam com assuntos relacionados ao meio ambiente, prefeituras, órgãos de saneamento e energia.

Em Campo Grande e região existe um mercado aquecido, que oferece uma série de vagas e postos de trabalho em diferentes tipos de negócios. Devido à expansão da cidade e da produção agrícola, são necessários cada vez mais indivíduos capacitados que possam atuar como analistas de projetos, consultores ambientais, engenheiros de energia e, ainda, no setor de mineração e construção civil.

Campo Grande tem se tornado um local ideal para quem deseja se profissionalizar e iniciar uma carreira neste setor tão fundamental para as empresas e para a sociedade como um todo. O primeiro passo, portanto, é buscar qualificação, realizando uma faculdade de Engenharia Ambiental para desenvolver as habilidades exigidas para a profissão.

O curso e a grade curricular da graduação

O curso de Engenharia Ambiental foi criado com o intuito de minimizar os impactos ambientais decorrentes das atividades humanas. O profissional formado atua diretamente com o meio ambiente, desenvolvendo projetos para diminuir riscos e danos ambientais, ao mesmo tempo em que busca maximizar o trabalho de empresas e instituições de maneira totalmente sustentável.

Para alcançar os objetivos aos quais se propõe, a Engenharia Ambiental atua em diversas frentes, principalmente as que têm relação com a preservação da água, do ar e do solo, com o correto tratamento do lixo e, ainda, com a recuperação de áreas que já foram degradadas pela atuação humana.

De forma geral, o curso tem duração de cinco anos e a grade curricular do bacharelado em Engenharia Ambiental é multidisciplinar, contando com disciplinas relacionadas, sobretudo, à área de Engenharia, Ecologia e até mesmo de Economia.

Ao longo da formação, o estudante tem acesso a conteúdos de Geologia, Física, Matemática, Química, Biologia, Administração, entre outros. Também são abordados conhecimentos mais específicos, como os que lidam com o impacto ambiental, o manejo natural, a recuperação de ambientes degradados e o controle da poluição do solo. As principais matérias são:

  • Ciências do Ambiente;
  • Lógica de programação;
  • Cálculo diferencial e integral;
  • Desenho técnico;
  • Mecânica geral;
  • Ecologia;
  • Topografia;
  • Química dos materiais;
  • Botânica;
  • Sustentabilidade na construção civil.

A graduação exige um estágio obrigatório e supervisionado, e geralmente ele também é necessário para que o aluno desenvolva e produza um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Nos dois primeiros anos, os estudantes devem se dedicar às matérias mais gerais da Engenharia para depois cursarem disciplinas específicas, como Hidráulica Ambiental, Tratamento de Resíduos, Geotecnia Ambiental, Planejamento e Gestão Ambiental.

Inúmeras faculdades públicas e privadas no país ofertam o curso de Engenharia Ambiental, e antes de optar por essa escolha, é fundamental conhecer mais sobre o mercado e sobre o perfil de um profissional do setor. A carreira oferece uma série de oportunidades, bastando que o graduando se identifique com algumas das vagas disponíveis.

Um ponto importante: todos os profissionais de engenharia precisam estar registrados no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do seu estado. Essa é uma forma de regular o trabalho exercido por esses profissionais.

As possibilidades de atuação do engenheiro ambiental

O mercado de trabalho reserva inúmeras áreas possíveis de atuação para os engenheiros ambientais, principalmente por contarem com uma formação abrangente. De forma geral, muitas empresas já enxergam a importância de contar com um colaborador com esse tipo de qualificação nas suas equipes. Há algum tempo, tal realidade ainda era insuficiente para os profissionais formados, que encontravam dificuldades de inserção no mercado.

Entre as oportunidades, pode-se encontrar vagas em organizações de todos os portes, em instituições do setor público e ONGs. Uma alternativa é o setor de consultoria, tanto voltado para empreendimentos próprios quanto para companhias terceirizadas.

A média salarial do engenheiro ambiental

O ganho salarial médio de um engenheiro ambiental é de R$ 6 mil, podendo ultrapassar os R$ 20 mil mensais. Tudo pode variar, no entanto, a depender das funções e do cargo ocupado por cada profissional. Mesmo que as expectativas para o futuro sejam boas, é fundamental contar, além do diploma, com outras competências que demonstrem diferencial entre os recrutadores.

O fato de a carreira estar em alta e oferecer um bom retorno financeiro não deve, como se pensa, ser a prioridade. Até porque, o que mais importa, na verdade, é que o indivíduo consiga se comprometer para desempenhar um trabalho sério e ético, que esteja dentro das principais leis ambientais do país.

Também é necessário estar em constante atualização e desenvolver as múltiplas habilidades exigidas para o setor, tendo em vista a sua ampla gama de possibilidades de atuação profissional.

O ramo de Engenharia Ambiental em Campo Grande tem atingido um rápido crescimento, exigindo cada vez mais indivíduos para lidarem com os desafios da profissão. Nesse sentido, contar com um curso superior oferecido por uma faculdade de ótima qualidade e com reconhecimento no mercado pode representar excelentes perspectivas para o futuro engenheiro, que estará apto e preparado para atuar nos diversos postos de trabalho atualmente disponíveis para o setor.

A Uniderp, além de oferecer toda a infraestrutura que o curso precisa para formar profissionais qualificados, tem parcerias com as maiores empresas do Brasil. Assim, além de cursar uma faculdade reconhecida, você conta com o auxílio do canal Conecta para inseri-lo diretamente no mercado de trabalho!

Gostou do conteúdo? Esperamos que sim! Entre em contato agora mesmo com a Uniderp e saiba como podemos ajudar você a conquistar a tão sonhada formação acadêmica!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

cursos uniderp

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content