Devo fazer Matemática ou Economia? Ajudamos você na escolha!

menina decidindo entre faculdades de matemática ou economia

Você gosta de números? Consegue resolver contas rapidamente? Se gosta bastante da área de Exatas, pode ser que você já tenha ficado em dúvida entre cursar Matemática ou Economia. E acredite: isso é mais comum do que parece. Porém, na hora de decidir qual dessas faculdades é a melhor para você, é preciso levar em conta alguns aspectos essenciais na escolha da sua profissão.

Pensando nisso, vamos contar quais são as diferenças e as semelhanças entre os dois cursos para que você opte pelo ideal, de acordo com o seu perfil. Continue lendo e arrase na hora de escolher sua carreira!

Quais as principais diferenças entre Matemática e Economia?

É importante ter em mente que a Economia é a área responsável pelo estudo da produção e da circulação de bens e de mercadorias; já a Matemática dedica-se a estudar números para buscar uma padronização, além de ser muito útil na resolução de problemas.

Apesar de ser necessário utilizar cálculos dentro da Economia, as grades curriculares desses cursos são completamente diferentes. Ambos têm duração média de quatro anos, mas quem quer ser economista vai passar esse período aprendendo formas de cuidar da saúde financeira de empresas e de instituições.

Por outro lado, os futuros matemáticos vão se dedicar a fundo nos estudos sobre conceitos, teoremas, equações e cálculos que podem ser aplicados em diversas situações.

Tipos de graduação

Uma das maiores diferenças entre essas duas profissões está nos tipos de graduação disponíveis, o que influencia diretamente o setor de atuação. Enquanto faculdade de Ciências Econômicas é um Bacharelado, a de Matemática pode ser oferecida de duas formas: Bacharelado ou Licenciatura. Os dois cursos podem ser encontrados na modalidade EAD.

Para tornar-se um bacharel em Matemática, o aluno estuda profundamente os conceitos matemáticos, como álgebra, trigonometria e geometria, focado mais em pesquisa.

Por outro lado, aqui na Uniderp, ao cursar a Licenciatura em Matemática, além dos estudos ligados ao Bacharelado, você verá matérias como didática e estratégias de ensino, pois essa opção é voltada para quem pensa em atuar também em sala de aula, no ensino fundamental ou médio.

Matérias estudadas

Ainda está em dúvida sobre que curso escolher? Sem problemas, porque isso costuma mudar depois de conhecer o que se estuda em cada uma das áreas.

Na Matemática, os estudantes têm aulas de álgebra, geometria linear, funções analíticas, teoria dos números, física experimental, física vetorial e lógica matemática. Também há disciplinas voltadas para as teorias matemáticas e todo o embasamento para os cálculos utilizados na atualidade.

Já em Economia, por ser um curso completamente voltado para outro segmento, apresenta uma grade mais ampla, envolvendo noções básicas de Direito, Contabilidade, Estatística e Lógica. O estudante pode ter ainda aulas de Sociologia para compreender o contexto em que está inserido e noções de economia regional. Ou seja: um bom economista pode exercer um papel importante na hora de administrar empresas.

Áreas de atuação

As opções são variadas para as duas profissões, mas vale a pena ressaltar que o campo de trabalho e a rotina profissional são diferentes.

Ao concluir a graduação de Licenciatura em Matemática, é possível ser professor da rede pública em Campo Grande ou trabalhar em escolas privadas. Outra possibilidade é atuar como professor em ensino superior (necessitando, no caso, de mestrado e doutorado), ajudar no desenvolvimento de programas de computador e trabalhar em editoras, auxiliando na elaboração de materiais didáticos.

É possível trabalhar em outros ramos do mercado de trabalho, como em empresas que buscam especialistas em cálculos avançados com aplicação cotidiana.

Quem escolhe a faculdade de Economia também encontra um mercado de trabalho bem aquecido! Dessa forma, pode atuar em outros lugares que necessitem de uma visão mais abrangente do processo, como empresas e órgãos públicos.

Além disso, com o crescimento da economia do MS, o profissional dessa área também pode ser consultor, já que inúmeras pessoas estão empreendendo nos últimos tempos e necessitam de ajuda para abrir uma empresa, manter suas finanças em ordem ou organizar-se em casos de crise.

Especializações

Seja para enriquecer o currículo e destacar-se na hora de conquistar uma vaga de emprego ou até mesmo para ter um leque maior de oportunidades, é possível especializar-se em algum nicho específico da profissão escolhida, seja ela a Economia ou a Matemática.

Assim, como comentamos, um bacharel ou licenciado em Matemática, ao fazer mestrado, pode atuar em universidades ou como pesquisador. E se você decidiu que vai fazer Ciências Econômicas, além de poder cursar essa graduação com a flexibilidade modalidade EAD, as opções de pós-graduação são ainda mais variadas.

Agora, antes de prestar o vestibular, existe um ponto importante a lembrar: independentemente da sua escolha, Matemática ou Economia, é preciso ter uma formação sólida e em uma instituição de qualidade para ter sucesso nessas áreas. E quer uma boa notícia? A Uniderp, que tem a estrutura e a base curricular que você precisa para se destacar no mercado de trabalho, oferece esses dois cursos!

Sabendo disso, não perca tempo! Entre em contato com a Uniderp e conheça as condições especiais para estudar no Mato Grosso do Sul!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

cursos uniderp

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.