Quais os principais produtos de exportação do Mato Grosso do Sul?

produtos de exportação no ms

Ao analisar a situação de uma balança comercial, é necessário entender a conjuntura econômica responsável pelo saldo positivo ou negativo. Crises e retrações impactam diretamente os números de exportação e de importação.

O Brasil fechou 2019 com superávit de US$ 46 bilhões. Embora o resultado seja favorável, a somatória revela um decréscimo em relação ao ano anterior. O total é 20,5% inferior ao último ano. Apesar desse recuo, o estado o Mato Grosso do Sul apresentou resultados bem positivos na exportação dos seguintes produtos:

Exportação do Mato Grosso do Sul

A queda pode ser creditada à crise econômica vivenciada pela Argentina, grande comprador dos produtos nacionais, e pela epidemia de febre suína africana disseminada na China, maior cliente das commodities (matéria-prima) brasileiras. 

Mesmo assim, alguns estados conseguiram se reinventar nas relações exteriores e, consequentemente, expandiram seus mercados. A exportação do Mato Grosso do Sul adotou como princípio investimentos na industrialização e a ampliação das oportunidades de emprego para priorizar o processo de artefatos processados.

O dinheiro aplicado visa atender a contextos de expansão como o mercado asiático. A China, principal importador dos artigos do MS, ampliou em 44,2% as compras no ano passado. Hong Kong estendeu seu comércio com o estado em 56,6%, e o Japão, por sua vez, em 214%, no mesmo período.

Produtos de exportação no Mato Grosso do Sul

Mas quais são os produtos responsáveis pelos números de sucesso do MS, que fogem àqueles mais negativos do restante do país?

Soja

O país é o maior exportador de soja do mundo. Porém, no último ano, houve uma queda na venda internacional. No MS, a diminuição da comercialização do produto chegou a 43,35%. Embora o rendimento não seja similar ao de outros anos, a soja continua sendo um dos carros-chefes da exportação do estado, com 21,6% de participação na receita de vendas externas em 2019.

Milho

A economia do Centro-Oeste tornou-se conhecida pela notável produção de grãos. Entre as quatro unidades da federação de maiores safras de milho, os três estados da região estão presentes.

Em 2019, o MS elevou em 409% o número de sacas exportadas, fruto de uma política estadual que estimulou a logística. O cenário de 2020 sinaliza uma variação no desempenho das vendas para o exterior. No mês de janeiro, as exportações diminuíram 52% em relação aos primeiros trinta dias do ano passado; consequência da falta do produto no mercado interno.

Celulose

37% das exportações sul-mato-grossenses em 2019 são devidas à celulose, resultado do investimento nas indústrias de Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande, cidade-sede de duas das quatro principais fábricas do setor no país.

A comercialização aumentou em 4,3% do ano passado em diante. O estado já é o maior exportador do produto. Não por acaso, a economia do Mato Grosso do Sul arrecadou um montante de US$ 2 bilhões em 2019.

Carne bovina

A comercialização da proteína animal do boi também é destaque das exportações do MS. A demanda internacional ampliou consideravelmente. Em 2019, no primeiro semestre, as exportações já haviam crescido impressionantes 60%.

A toada de progressão do número pode ser constatada também na atualidade. Só em janeiro de 2020, a saída de carne bovina alavancou em 29,8%, comparado ao mesmo período do ano anterior. Com a evolução, o Ministério da Agricultura e Pecuária prossegue com o credenciamento de frigoríficos perante o governo chinês.

Como aproveitar as oportunidades do setor

Com um panorama promissor, não é exagero falar que as oportunidades de trabalho no ramo multiplicaram, sobretudo para quem tem um curso de ensino superior. Para aproveitar os números positivos citados, considere realizar o curso de Comércio Exterior ou Logística, que dialogam muito com o mercado de exportação e certamente abrirão várias portas.

A concentração de quadros de emprego na área pode ser encontrada na capital. O Centro de Integração Empresa-Escola constatou um aumento de 13% da quantidade de estagiários, na primeira metade do ano passado, sendo que 60% costumam ser efetivados.

Você viu que o Mato Grosso do Sul é um estado com números bem positivos no ramo da exportação. Aproveite esse contexto e comece já a pensar na construção do seu futuro profissional.

A Uniderp é uma instituição de ensino de referência na região de Mato Grosso do Sul. Sabendo da importância de realizar uma graduação para aproveitar esse ramo, entre em contato conosco e veja mais informações dos cursos citados!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

cursos uniderp

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.